domingo, 31 de julho de 2016


Tô pelo mundo!
Textura
Instagram
Facebook
Notícias

Iniciação de Braúlio Figueiredo e Tamira na Loja Maçónica Ivan Brasil em Mossoró | 30/07/2016

image

Comparilhe nas redes sociais:


Hoje é a iniciação do médico Braúlio Figueiredo na Loja Maçónica Ivan Brasil em Mossoró e já já passo os flashes | 30/07/2016

image

Comparilhe nas redes sociais:


Governo intensificou policiamento na região Metropolitana e realizou movimentações de detentos. | 29/07/2016

noticia_144346

O secretário de Segurança, Ronaldo Lundgren, pediu que população mantenha rotina, “mesmo com algumas preocupações”.

Após ocorrências envolvendo transportes coletivos na tarde desta sexta-feira (29) em Natal e Região Metropolitana, os secretários de Segurança do Rio Grande do Norte, Ronaldo Lundgren, e da Justiça e Cidadania (Sejuc), Wallber Virgolino, concederam uma entrevista coletiva na sede da Sesed, localizada no Centro Administrativo, para detalhar as medidas que estão sendo adotadas no combate aos criminosos.

De acordo com o titular da Segurança, desde o início da tarde, após o primeiro registro de um ônibus incendiado em Macaíba, o efetivo das forças de segurança foi aumentado em pontos estratégicos.

“Ocupamos diversos pontos que foram identificados que poderiam trazer esse tipo de situação para áreas bem povoadas. Aumentamos a presença da tropa e a ostensividade. Ativamos diversas delegacias de polícia e tropas especiais também, inclusive no interior”, detalhou.

Ronaldo Lundgren voltou a defender que a população continue com sua rotina. “Pedimos que a população mantenha a rotina, mesmo que com algumas precauções. Quem estiver parando suas atividades, retorne, pois não podemos ficar reféns desse tipo de ameaça”, disse.

Por fim, o secretário da Segurança reafirmou que o Estado continuará combatendo de forma firme a criminalidade. “Essa reação é uma reação de quem está se vendo acuado, se vendo sob controle. Não há crime organizado, as quadrilhas são fracas, desorganizadas. O Estado é mais forte. Eles podem causar tumulto? Podem sim, mas não podem enfrentar aquilo que o Rio Grande do Norte tem para fazer”.

A Secretaria Estadual da Justiça e da Cidadania (Sejuc) investiga se os casos ocorridos nesta tarde têm relação com as medidas de segurança adotadas nos presídios do Estado, como a instalação de equipamentos bloqueadores de celular no Presídio Estadual de Parnamirim (PEP).

“Nós intensificamos as operações em todas as unidades prisionais. Fizemos algumas movimentações para quebrar alguns grupos criminosos. Amanhã também continuaremos as operações e ajudar a segurança pública ao combate a essas ações criminosas nas ruas. Se esses criminosos acham que vão nos intimidar e fazer com que nós recuamos, isso não vai acontecer. Vamos aplicar a Lei, vamos agir de forma enérgica, mas respeitando os direitos humanos”, alertou Virgolino.

Fonte: http://www.nominuto.com/

Comparilhe nas redes sociais:


Diga sim a PAZ | 29/07/2016

As rebeliões de hoje em Natal  provocadas pelos presos com  ameaças e queima de alguns ônibus foi uma represaria  contra bloqueadores de celular instalados nos presídios.

O que me deixa estarrecida  é ver  que esta violência não começou há dois anos, ela vem de muitos  anos sem investimentos e soluções concretas na área de segurança publica no RN.

Infelizmente quem está na gestão é bode expiatório dos muitos que não reclamaram quando deveria e de muitos que acham que a responsabilidade  é só dos políticos, associada ao calor da politicagem e assim pesam que darão respostas ao caos estalados há anos e as queixas infundadas nos grupos de whatsapp  ou nas mídias sociais.

     À violência é uma situação grave que precisa de uma mobilização da sociedade e serviços públicos, porque se não ficará na ideia do faz de conta só para agradar as cores partidárias de quem acreditam no quanto pior melhor pensando em tirar proveitos próprios.Paz-muita-Paz

Comparilhe nas redes sociais:


MP recomenda que polícia de trânsito não multe carros com faróis apagados | 29/07/2016

aceso

Recomendação abrange Martins, Serrinha dos Pintos e Antônio Martins.
Polícia deve se abster de aplicar multas em áreas urbanas dessas cidades.

 Fred CarvalhoDo G1 RN
MP quer que polícia se abstenha de multar carros com faróis apagados no RN (Foto: Reprodução/TV Mirante)

O Ministério Público do Rio Grande do Norte recomendou que a Polícia Rodoviária Estadual se abstenha de aplicar multas a motoristas que trafeguem em vias públicas com faróis apagados. A recomendfação, assinada pelo promotor de Justiça Sílvio Brito, abrange as rodovias que cortam as áreas urbanas das cidades de Martins, Serrinha dos Pintos e Antônio Martins, todas no Alto Oeste potiguar. O documento foi publicado na edição desta sexta-feira (29) do Diário Oficial do Estado (DOE).

Sílvio Brito lembra que cabe ao MP “a defesa da ordem jurídica e dos interesses sociais indisponíveis” e que compete ao MP “expedir recomendações visando à melhoria dos serviços públicos e de relevância pública”.

O uso de farol aceso começou a ser obrigatório em 8 de julho passado. O descumprimento é considerado infração média, com 4 pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 85,13, que passará para R$ 130,16 em novembro próximo. O farol baixo é o que as pessoas chamam de farol, até então exigido para todos os veículos somente durante a noite e dentro de túneis. Apenas para as motos o uso das luzes já era obrigatório usar o farol durante o dia e a noite, em todos os lugares.

Para o promotor de Justiça, a medida deve ser adotada porque, segundo o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), “não existe rodovia em área urbana, na medida em que rodovia é um tipo de via de circulação exclusiva de zonas rurais, assim entendidas aquelas desprovidas de edificações às suas margens”. Além disso, de acordo com o documento, “ao ingressar no perímetro urbano, assim caracterizado pela presença de imóveis edificados ao longo de sua extensão, a rodovia perde a natureza de ‘via rural'”.

Sílvio Brito recomenda ainda que os diretores do Detran e do Departamento de Estradas de Rodagem (DER/RN) que sinalizem, “por meio de placas, o início e o fim das zonas urbanas das cidades de Martins, Serrinha dos Pintos e Antônio Martins, que integram esta comarca, apondo nas placas, se possível, a orientação para que os motoristas acendam os faróis ao final da zona urbana”.

Comparilhe nas redes sociais:


Buquê de flores | 29/07/2016

Buquê de flores com cheirinho de felicidades para a vereadora Marta Pontes e olha o presente que estão ao seu lado , lindos filhos , família abenço12733642_644271549045592_5678816961165330222_nada. Felicidades querida.

Comparilhe nas redes sociais:


Empresas estrangeiras expõem usuários a riscos como tráfico de drogas, pornografia infantil, crimes de ódio e até mesmo terrorismo na rede | 29/07/2016

CoifHSPWYAAcYZA
O Ministério Público Brasileiro e o Conselho Nacional de Procuradores-Gerais divulgam, nesta quinta-feira, 28 de julho, nota técnica para alertar a sociedade quanto ao uso da internet para a prática de crimes e a necessidade de que os provedores e aplicativos cooperem com as autoridades responsáveis por combater os ilícitos. Segundo a nota, as empresas estrangeiras que prestam serviços no Brasil vêm ignorando a legislação brasileira, o que inviabiliza muitas investigações ainda em seu início e resulta em riscos como tráfico de drogas, pornografia infantil, crimes de ódio e até mesmo terrorismo na rede.
Negociação – Os Ministérios Públicos reiteram que têm buscado a negociação com as empresas de aplicativos à internet, como o Facebook e o WhatsApp, com o objetivo de garantir a proteção da sociedade quando as ferramentas são usadas como instrumentos para práticas criminosas. No entanto, a nota aponta que as empresas se negam a cumprir e adequar a questão do acesso aos dados, mesmo com ordem judicial, utilizando principalmente o argumento de que não se submetem às leis brasileiras.
“Não se trata de ofensa ao direito de acesso à internet ou à garantia de liberdade de expressão aos cidadãos, mas, pelo contrário, de regulamentação que confere especial proteção aos usuários de internet, considerando o risco peculiar a que estes se sujeitam ao participarem da rede”, esclarece a nota.
O bloqueio judicial temporário é a última medida prevista na negociação com as empresas. Antes, conforme previsto no Marco Civil da Internet, o Ministério Público faz uma advertência na tentativa de obter os dados necessários para investigação. Se não houver acordo, é aplicada multa. Se o valor da multa for acumulado e a empresa ainda assim não colaborar, pede-se o bloqueio das contas para pagar as multas. Se nada disso resolver, a Justiça decide sobre a suspensão temporária do serviço.
Segundo a nota, deve haver proporcionalidade entre a política de segurança dos aplicativos e, ao mesmo tempo, cooperação para obtenção de provas com as autoridades competentes. “Somente uma sociedade informada e ciente da real situação pode ter consciência quanto a consequências e riscos do uso destas aplicações, bem como colaborar no debate, visando encontrar o devido equilíbrio entre a privacidade, a liberdade de expressão e o direito de proteção de seus bens jurídicos tutelados por atuação do poder/dever do Estado”, concluem os Ministérios Públicos.
Legislação – A nota técnica informa que, de acordo com o Marco Civil da Internet – promulgado em 2014 após ampla participação da sociedade civil -, empresas que prestem serviços no Brasil devem observar a legislação brasileira quanto aos dados coletados, armazenados, guardados ou tratados. Essa norma abrange os registros, os dados pessoais e o conteúdo daquela comunicação, por um período de seis meses.
Em 2016, o Decreto 8.771 estabeleceu que as obrigações a essas empresas estrangeiras que prestam os serviços a brasileiros também se referem à transmissão dos dados às autoridades, sem a necessidade de pedido de cooperação internacional. Com essa determinação, o Ministério Público deve ter acesso aos dados, por meio de uma ordem judicial, sempre que necessário para apurar supostos ilícitos que venham sendo praticados naquele ambiente virtual.
Fonte http://www.mprn.mp.br/

Comparilhe nas redes sociais:


Governador garante reabertura da UTI do Maria Alice Fernandes nesta sexta-feira (29) | 29/07/2016

f330a63f-21d1-43f1-b74f-fce80f911b0f

Uma reunião de emergência convocada pelo governador Robinson Faria com o secretariado, representantes do Ministério Público, do Projeto Criança Viva e das cooperativas médicas, na noite desta quinta-feira (28), resultou na reabertura da UTI do Hospital Maria Alice Fernandes já nesta sexta-feira (29). Para garantir o cumprimento da escala de plantão dos intensivistas pediatras do mês de julho uma equipe extra foi cedida pela direção do Hospital Infantil Varela Santiago. O vice-governador, Fábio Dantas, também esteve presente.

A Unidade de Terapia Intensiva da unidade havia sido fechada na quarta-feira (27) por falta de profissionais médicos em Natal devido a licenças médicas, aposentadorias ou férias. “Nós demos uma resposta rápida na mesma intensidade que o problema exigia”, afirmou o governador Robinson Faria. “Não podíamos deixar que a situação se prolongasse mais por se tratar de vidas que precisam ser salvas e requerem uma atenção mais do que especial”, disse o chefe do Executivo Estadual, que suspendeu os compromissos que teria na manhã desta sexta-feira em Caicó para resolver a situação da UTI do hospital de referência. A agenda da tarde em Jucurutu, para assinatura da ordem de serviço para a construção da nova Barra de Santana, está mantida, às 16h.

Além disso, outros encaminhamentos foram tomados em relação à regularização das escalas de plantão dos intensivistas para os próximos meses, como a agilização de todos os processos administrativos para contratação emergencial dos profissionais que atuam nos leitos pediátricos, propiciando o funcionamento pleno do hospital Maria Alice. Uma alternativa a médio prazo também está sendo considerada que é a realização de concurso público para provimento efetivo de médicos especialistas que atuem não só na unidade de saúde mas em outras do Rio Grande do Norte.

“Convocamos o Ministério Público também para esta reunião a fim de garantir que os procedimentos ocorram dentro da legalidade. Vamos continuar trabalhando para que não haja mais interrupção nas relações do poder Executivo com as cooperativas médicas, buscando alternativas para continuar avançando na saúde pública em relação às UTIs pediátricas, mas também em outras áreas essenciais”, enfatizou Robinson Faria. “Em relação ao Maria Alice Fernandes, o diretor do Hospital Varela Santiago, Paulo Xavier, foi sensível ao nosso pedido para ceder os médicos necessários até que a situação desse mês seja resolvida e as crianças sejam plenamente assistidas”, encerrou o governador.

Comparilhe nas redes sociais:


Pagamento em Dia | 29/07/2016

Depois das 14h desta sexta-feira, 29, a Prefeitura Municipal de Pau dos Ferros estará efetuando o pagamento salarial deste mês a todos os servidores. Ao todo, será quase R$ 1,6 milhão injetado na economia local. 
 
O Executivo pau-ferrense precisou realizar um planejamento ainda mais responsável para manter os salários em dia. Das três parcelas do FPM – Fundo de Participação dos Municípios correspondentes ao mês de julho, após dedução de R$ 620 mil do INSS, duas foram zeradas e a terceira rendeu aos cofres municipais apenas R$ 1.200,00.

13ºsalário

Comparilhe nas redes sociais:


Trabalhos Científicos para a Expofruit com inscrições abertas até dia 15/08 | 29/07/2016

EXPO

Vão até o dia 15 de agosto as inscrições para a submissão de Trabalhos Técnico-Científicos a serem apresentados na Expofruit 2016 – Feira Internacional de Fruticultura Tropical Irrigada.

Os interessados podem participar em três categorias: estudante de graduação, estudante de pós-graduação e profissional. Os trabalhos podem ser cadastrados dentro dos seguintes temas: Biotecnologia; Botânica e Fisiologia; Colheita e Pós-Colheita; Defesa Fitossanitária; Fitotecnia; Genética e Melhoramento; Propagação e Sementes; Solos, Irrigação e Nutrição de Plantas.

Os trabalhos serão avaliados por uma equipe de consultores, que emitirão pareceres quanto ao aceite final. Cada autor poderá enviar até dois trabalhos. O Comitê somente aceitará trabalhos com até seis autores. Um dos autores ou coautor deverá obrigatoriamente estar inscrito no evento (com inscrição paga, os valores de acordo com a categoria que variam de R$80 a R$120).

Os resumos expandidos deverão ser enviados para o e-mail expofruit2016@outlook.com, com o assunto “SEU NOME – NÚMERO DO CPF” para identificar e registrar o trabalho. No e-mail devem constar: formulário de envio de trabalho, os resumos, nome do minicurso de interesse e o comprovante de matrícula para estudantes de graduação ou pós-graduação. Para maiores informaçõeswww.expofruit.com.br.

Expofruit

Com o tema ‘Mais longevidade para você e seus negócios’, a Expofruit 2016 acontece de 21 a 23 de setembro, no Centro de Convenções e Eventos Enéas Negreiros, no Campus Leste da Universidade Federal Rural do Semiárido (UFERSA).

A feira é realizada por meio de uma parceria entre o Comitê Executivo de Fruticultura do Rio Grande do Norte (COEX), o SEBRAE – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Rio Grande do Norte, e a UFERSA.

 

Comparilhe nas redes sociais:


| 29/07/2016

Whatsapp a favor do SUSimages

Parte da rotina de mais de 100 milhões de brasileiros, o WhatsApp hoje é uma plataforma de conexão que comporta a troca de mensagens em vários diversos setores da sociedade, principalmente aqueles que exigem mais agilidade na comunicação, como no caso da saúde. Segundo uma pesquisa de dezembro de 2015 feita pela consultoria britânica Cello Health Insigh, 87% dos médicos brasileiros usam o WhatsApp para conversar com pacientes.

Por oferecer um sistema que privilegia a privacidade e a segurança das mensagens dos usuários, o WhatsApp tem sido usado por muitos profissionais de saúde, seja para conversar com seus pacientes, ou para participar de discussões com outros profissionais. Em Natal, o médico oncologista, Thiago Rego, utiliza o aplicativo para troca de informações com seus pacientes e confessa que a ferramenta veio para salvar vidas. “Os pacientes do SUS, oriundos do interior diagnosticados com câncer em grau de classificação elevado, são triados pelo whatsapp, através do envio de exames que mostram o laudo médico e a gravidade da lesão”, explica o médico, que esse simples envio já pode antecipar algumas etapas do diagnóstico, inclusive antecipar a visita ao especialista.

No Rio Grande do Norte, algumas unidades de saúde já utilizam a ferramenta e que já mostra níveis satisfatórios com a população. De acordo com dr. Thiago Rego, pra facilitar essa triagem, foi estipulado  alguns requisitos de acordo com o tipo da doença. “Para os nódulos da tireoíde, por exemplo, nós exigimos exame de Doppler com a classificação CHAMMAS, já para as mamas, são necessários ultrassonografia e mamografia com os BIRADS”, destaca o oncologista, e que ainda afirma que só a apresentação desses exames e laudos já facilita e antecipa a vinda do paciente ao interior.

Comparilhe nas redes sociais:


Som sem Plugs encerra temporada 2015/2016 com grafite e hip hop | 29/07/2016

77025c82-9212-461b-bef6-21b952c388ce

 Traços e cores agora formam uma “tela urbana” na avenida Prudente de Morais

Vamos de grafite acompanhado de hip hop?! É isso mesmo. O projeto Som sem Plugs lançou o último Som na Tela que marca o encerramento da temporada 2015/2016 do projeto. A combinação harmônica ficou sob a responsabilidade do Coletivo Aboio e as Cabocla’s MCs em uma expressão de arte, agora, estampada na subestação da Cosern na Avenida Prudente de Morais.

A produção mostra o processo criativo de artistas plásticos e sua relação com a música e para fechar com chave de ouro, foram convidados os artistas Viviani Fujiwara, Clarissa Torres e Rodrigo dos Palmares do Coletivo Aboio e as Cabocla’s com uma batida irreverente e envolvente.  Assista agora mesmo o resultado desta parceria na página do Som sem Plugs no Facebook.

E, para registrar todo o trabalho desenvolvido entre 2015/2016, em breve a equipe fará a distribuição gratuita de DVDs com a temporada completa para empresa patrocinadora, escolas, faculdades, bibliotecas públicas e ONGs que tenham envolvimento com a música.

O Som sem Plugs conta com o patrocínio da Cosern – Grupo Neoenergia, através da Fundação José Augusto e a Lei Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura do Governo do Estado do Rio Grande do Norte. Agradecimentos: Coletivo Aboio e Cabocla’s MCs, André Luís Deodato, Karine Severo e Sueli Câmara.

Comparilhe nas redes sociais:


Página 1 de 912345...Última »
Visitantes

24.678

Destaques
  • Paz-muita-Paz
  • CoifHSPWYAAcYZA
  • f330a63f-21d1-43f1-b74f-fce80f911b0f
  • 13ºsalário
  • 13782207_1029702063811223_4060689931628936736_n
Procurando algo?
Parcerias